sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Eu Maria.



Prestes a despedir do último dia do ano... Pensando em muitas coisas, refletindo sobre o passado, sentindo o presente e projetando o futuro. Impossível não pensar em quantas amizades se perderam neste que passou, algumas eu deixei que seguissem o caminho escolhido, outras simplismente foram adiante, talvez por eu estar vivendo outro momento, ou ainda por ter precisado de uma mão estendida, mas tudo está tão corrido, nossas vidas cada vez mais se tornando o individual.



Durante o ano inteiro me surpreendi com o poder de decisão de uma amigo, e agora no último dia lendo um blog que a muito não visitava me deparei com palavras fortes, firmes e intensas, um verdadeiro ponto final. Então me pergunto se o esperar o melhor das outras pessoas é um defeito que precisa ser mudado... Não, não consigo acreditar nisso, a quem quero enganar!



Fazer deste ano diferente talvez signifique para mim viver mais, sentir mais e não mais atropelar os momentos, dias e as horas. Também quero respirar, deixar fluir... "Pra mim agora é respirar... Construir e reformar... Deixar fluir" (por João Lins, www.lerliberdade.blogspot.com ). Claro que o desabafo foi em outro sentido, outro momento, mas de uma certa maneira mexeu comigo, me sinto dentro destas palavras! E se antes eu já vinha pensando sobre todo meu ano, agora quero mudar o rumo deste que está para chegar.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Reflexões: minha dor!


Existem dias que são feitos de sorrisos, cor e sol... contudo, há ainda outros em que meio a sorrisos, gargalhadas, pode ser perceptível uma certa dor no tom de voz, uma tristeza no semblante, nada tão insuportável que faça lágrimas correrem pelo rosto... mas há os dias em que estas águas salobres derramam numa expressão de dor, dor minha, dor de dentro, sem mímeses, sem reflexos, sem espelhos, eu sentindo sozinha, eu sentindo o coração apertado, sangrando e explodindo através dos meus olhos.
Não há como discutir se a dor é pequena ou grande, a dor é minha, a dor é sua, a dor é de quem a sente... é insensibilidade de quem critica tamanha a dor do outro, a julga de exagerada ou desnecessária. Peço licença pra sentir e mostrar o que estou sentindo, e se o único amigo que tenho não está preparado pra me ver sofrendo, o que posso fazer? Escolho me recolher, buscar outras coisas que não o envolva, se eu pudesse pararia até de almoçar... me lembra de forma entristecida a companhia dele!!
Refletindo sobre a palavra DOR em toda a sua complexidade, ouvi algo muito interessante aqui: para entendermos e recebermos Cristo em nós a nossa alma precisa de um derramamento de dor e de alegria, não há como viver sem dor, como se o tecido da sua alma precisasse destes dois itens para se formar... não andamos procurando por ela, pelo menos eu não, não somos masoquista não é mesmo?! Mas quando menos esperamos damos de frente com ela, e a forma com que reagimos é individual, é única... ela não escolh raça e muito menos poder aquisitivo. Mas a grande questão aqui é, o que fazer com ela? Somente sofrer? Hoje estou no processo de reflexão, pensando em meu futuro, pensando em o que eu quero pra mim daqui pra frente... aos direitos que foram dados a Aristóteles a frase: só sei que nada sei, me remete a ideia de quanto mais eu penso, mais reflito, mais decido... menos eu sei, mas de uma coisa tenho tomado pra mim como verdade, não preciso mendigar carinho de ninguém, exclusividade de ninguém, amizade de ninguém... tenho conquistado outras pessoas em meus dias, pessoas que demonstram um carinho gratuito, reconhecem minhas qualidades, percebem minhas crises e como um bom amigo me repreendem e estendem o braço... pena que nem todos são assim, que nem tudo é fácil desta maneira... tem hora que engolir certas coisas se faz necessário, mas "há" lágrimas insistem em se mostrar, insistem em tomar um lugar, e meus sentimentos explodem com palavras que expressam o que estou sentindo, como estou vendo... mas não há um aspirante psicológo que entenda, ele não consegue se tirar da situação e me ver como o outro, o outro que o vê como o amigo para conversar e contar o que está passando, e então descubro que é um erro vê-lo desta forma. Não vou mais descrever este momento ruim, sei o que tem se passado comigo, na verdade não sei ao certo, desconfio apenas... mas este texto é a minha reflexão sobre meus sentimentos, e não apenas lamurias desta tristeza... sou um ser da experiência, e esta é única e só minha, é a minha dor... licença, ela chegou sem pedir licença!

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Hoje o sol nasceu com nuvens...


Tem dias que as escolhas são difíceis de fazer... e em um desespero quero me esconder, e me descubro então sozinha com minhas conquistas, minhas perdas e meus medos...
culpa minha esta solidão, sempre me achando auto-suficiente acabei por me ver de escanteio em coisas que antes eram tão importantes e insubstituíveis, valores antes marcados pela minha consciência... tudo tão deturpado e uma vontade de não sair do quarto esta manhã... a verdade é uma só: é bom estar só até se sentir realmente só!!
Passo por um momento que não da mais pra esconder minha insatisfação... mas tomara que seja apenas uma TPM, e logo toda esta sensação passa, contudo as marcas dos meus pensamentos aqui ficarão... dia ruim... pra mim, só pra mim!

terça-feira, 22 de março de 2011

Mas um dia o Oleiro veio!




Eu sou um vaso quebrado
pela vida
Eu sou um vaso arranhado
pelas circunstâncias
Eu sou um vaso quebrado
tentando me reconstruir
Eu ja fui encostado por haver outros mais fortes
Eu ja fui um vaso vazio sem água sem flores
Buscando aceitação dos homens
querendo estar no centro



Mas um dia o Oleiro veio
e me olhou
Mas um dia o Oleiro veio
e me levou
Mas um dia o Oleiro veio
e quebrou meu coração
e me fez um vaso novo

Iehhhh
Não importa o lugar
sei que sou vista por Ti
Não importa o lugar
sei que sou amada por Ti
Não importa o Lugar
sei que sou aceita por Ti
Não importa o Lugar sei que sou amada por Ti.
E assim Jesus sei que independente do que possam dizer, o Senhor é verdadeiramente quem conhece meu coração, quem sabe o que me move, quais razões por tais decisões, nunca duvida do meu caráter... o Teu amor por mim é tão grande, tão profundo que nada posso fazer a não ser me entregar e me render... a minha alma hoje está triste, mas quando sinto a sua presença aqui agora me lembro de como me conhece, de como se importa, como cuida de mim, de que sempre estrei sendo moldada conforme a tua vontade.
Eu só quero ser cuidada Jesus...
Eu te amo Senhor, o meu Oleiro!!!

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

João 17


Jesus falou assim e, levantando seus olhos ao céu, disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o teu Filho te glorifique a ti;

Assim como lhe deste poder sobre toda a carne, para que dê a vida eterna a todos quantos lhe deste.

E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.

Eu glorifiquei-te na terra, tendo consumado a obra que me deste a fazer.

E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse.

Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste; eram teus, e tu mos deste, e guardaram a tua palavra.

Agora já têm conhecido que tudo quanto me deste provém de ti;

Porque lhes dei as palavras que tu me deste; e eles as receberam, e têm verdadeiramente conhecido que saí de ti, e creram que me enviaste.

Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus.

E todas as minhas coisas são tuas, e as tuas coisas são minhas; e nisso sou glorificado.

E eu já não estou mais no mundo, mas eles estão no mundo, e eu vou para ti. Pai santo, guarda em teu nome aqueles que me deste, para que sejam um, assim como nós.

Estando eu com eles no mundo, guardava-os em teu nome. Tenho guardado aqueles que tu me deste, e nenhum deles se perdeu, senão o filho da perdição, para que a Escritura se cumprisse.

Mas agora vou para ti, e digo isto no mundo, para que tenham a minha alegria completa em si mesmos.

Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo.

Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal.

Não são do mundo, como eu do mundo não sou.

Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade.

Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo.

E por eles me santifico a mim mesmo, para que também eles sejam santificados na verdade.

E não rogo somente por estes, mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em mim;

Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste.

E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um.

Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim, e que os tens amado a eles como me tens amado a mim.

Pai, aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo, para que vejam a minha glória que me deste; porque tu me amaste antes da fundação do mundo.

Pai justo, o mundo não te conheceu; mas eu te conheci, e estes conheceram que tu me enviaste a mim.

E eu lhes fiz conhecer o teu nome, e lho farei conhecer mais, para que o amor com que me tens amado esteja neles, e eu neles esteja.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Como um diário...


Hoje vou usar esta página como um diário, talvez amanhã eu apague este texto quando em um momento de lucidez refletir que estou me expondo na rede... no entanto preciso falar, preciso gritar!
Tudo tão confuso em minha cabeça agora, ainda não sei se é de fato uma questão de hormônios que sofro por uma semana todo mês, sendo que neste mês prometi a mim mesma que não ia deixar isto me afetar, mas tudo parece conspirar pra contradizer, principalmente eu mesma, sempre me sabotando... que terrível pensar que sou minha arque inimiga, mas me faz refletir sobre como as coisas tem acontecido ao meu redor, o quanto tenho sido permissiva a ponto de deixar "as pessoas falarem e fazerem o que querem e como querem comigo", o duro é que ouvir isso de alguém cuja opinião é importante demais pra mim e me faz querer mudar, por que o pior é eu concordar que isto é uma verdade, sou assim mesmo... não costumo responder a altura, contudo não sei ainda se é um defeito ou uma qualidade, talvez até daquelas preciosas que só Deus paga o preço que vale... ora não respondo a altura porque não acho justa a forma que está sendo dirigida a palavra a mim e então não quero fazer o mesmo com o meu receptor, sou do tipo que acredita no Provérbio Bíblico: Não faça com os outros o que não quer que seja feito com você. Ensinamento que se tornou rema em meu coração, não pense caro leitor de forma ingênua que não quero por muitas vezes me vingar, e que ainda me pegue planejando e sentindo meu coração desejando tal feito, todavia me lembro de quem sou hoje e como é bem melhor agir da forma como a Bíblia ensina, longânimo, pois este comportamento tem o poder de apaziguar a briga.
Por muitas vezes me irrito comigo mesma e acabo aborrecendo outras pessoas com as minhas questões mal respondidas, pessoas que não tem participação nisto, ainda que seja esta a que me disse que sou saco de pancada das pessoas... é muito difícil ouvir isto de quem amamos e ainda perceber que age da mesma forma que os outros... tenho vontade então de me fechar como uma ostra, para me proteger, me esquivar deste bombardeio...
dia difícil este... vontade de estar longe daqui!

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Deus do Impossível


Existem certas situações
Difíceis de suportar
Olhamos pro lado e não
Ninguém pode ajudar
Tudo parece impossível
O mar quer nos afogar
As ondas vêm e querem derrubar
A nossa fé
E nos levar ao desespero
Ao desespero
Pensamos que o nosso
Problema é grande
E esquecemos da grandeza de Deus
Desanimados de clamar pensamos
Que Ele não ouve
E então, dá uma vontade de chorar
Eu sei, não dá mais pra agüentar
Eu olho pro alto, vem o socorro
Jesus pode fazer MuitoMais
Ele te ouve, Cristo te ouve
Escuta as suas orações
Ele vai te atender
Deus do impossível
Tudo é possível
Basta crer
Que Deus pode fazer
Infinitamente mais
Ele te ouve
Meu Deus pode fazer
Infinitamente mais
Muito mais

Thalles Roberto

Sei que ao ler esta música talvez não seja necessário escrever nada, mas como não resisto a umas más traçadas linhas...rs
Gosto dela porque mostra como somos carentes de Deus, e como muitas vezes esquecemos de tudo que Ele é, e isto acontece porque pensamos que o nosso problema é grande quando temos um Deus onipotente, onisciente e onipresente que tudo vê, tudo sabe e tudo pode!
Ele consegue me surpreender no auge das minhas frustrações e descepções, e quando penso que vai dar tudo errado, que não vou suportar vem a vontade de chorar e Ele sempre com seus braços abertos disposto a me ajudar... quero caminhar com o Senhor todos os dias, pois o que sou se não tenho a ti? Sou então um poço roto...

Preciso do meu Deus!!!

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Existe uma fórmula?


Pela inspiração de um poema de um amigo blogueiro e ao começar uma manhã de segunda-feira acesa pela chama do ciúmes... me surpreendo com doces palavras em um blog que a muito nao visitava... palavras que ao mesmo tempo simplificam o sentimento também conseguem deixar mais confuso e obscuro pra mim, chego a pensar que estou entendendo tudo errado (só pra variar) e caminhando erroneamente... então, será que existe uma fórmula? Heiiiiiii quem escondeu de mim esta fórmulaaaaaa??!!!!
Queria pelo menos uma vez ter a certeza de que estou fazendo do jeito certo, mas sempre tropeço e estrago tudo, me vejo mais uma vez começando do zero, reconhecendo meus erros e lá vamos a mesma situação que me leva a um grito incontrolável em uma manhã de segunda-feira.
Se me incomodo com algo, não me faz bem... vou ter sempre que me calar e refletir por mim mesma, engolir e continuar como se nada tivesse acontecido... será este o caminho ou a fórmula tão bem escondida?
Reconheço por ser tão menina, em relação ao amor, fazer muitas feiuras, errar tentando acertar... preciso mesmo de alguém muito paciente pra caminhar comigo, suportar crises de ciúmes e algumas travessuras, até que o amadurecimento aconteça e eu perceba quem eu sou, pois sozinha não vou me ver em situações que são tão fáceis para uns mas tão difíceis e confusas para a mente de uma criança.
Relendo o tão lindo poema que saiu, sei da alma do meu querido poeta psicológo fico com um nó na garganta e tanto a refletir na tal fórmula do amor.