terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Deus do Impossível


Existem certas situações
Difíceis de suportar
Olhamos pro lado e não
Ninguém pode ajudar
Tudo parece impossível
O mar quer nos afogar
As ondas vêm e querem derrubar
A nossa fé
E nos levar ao desespero
Ao desespero
Pensamos que o nosso
Problema é grande
E esquecemos da grandeza de Deus
Desanimados de clamar pensamos
Que Ele não ouve
E então, dá uma vontade de chorar
Eu sei, não dá mais pra agüentar
Eu olho pro alto, vem o socorro
Jesus pode fazer MuitoMais
Ele te ouve, Cristo te ouve
Escuta as suas orações
Ele vai te atender
Deus do impossível
Tudo é possível
Basta crer
Que Deus pode fazer
Infinitamente mais
Ele te ouve
Meu Deus pode fazer
Infinitamente mais
Muito mais

Thalles Roberto

Sei que ao ler esta música talvez não seja necessário escrever nada, mas como não resisto a umas más traçadas linhas...rs
Gosto dela porque mostra como somos carentes de Deus, e como muitas vezes esquecemos de tudo que Ele é, e isto acontece porque pensamos que o nosso problema é grande quando temos um Deus onipotente, onisciente e onipresente que tudo vê, tudo sabe e tudo pode!
Ele consegue me surpreender no auge das minhas frustrações e descepções, e quando penso que vai dar tudo errado, que não vou suportar vem a vontade de chorar e Ele sempre com seus braços abertos disposto a me ajudar... quero caminhar com o Senhor todos os dias, pois o que sou se não tenho a ti? Sou então um poço roto...

Preciso do meu Deus!!!

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Existe uma fórmula?


Pela inspiração de um poema de um amigo blogueiro e ao começar uma manhã de segunda-feira acesa pela chama do ciúmes... me surpreendo com doces palavras em um blog que a muito nao visitava... palavras que ao mesmo tempo simplificam o sentimento também conseguem deixar mais confuso e obscuro pra mim, chego a pensar que estou entendendo tudo errado (só pra variar) e caminhando erroneamente... então, será que existe uma fórmula? Heiiiiiii quem escondeu de mim esta fórmulaaaaaa??!!!!
Queria pelo menos uma vez ter a certeza de que estou fazendo do jeito certo, mas sempre tropeço e estrago tudo, me vejo mais uma vez começando do zero, reconhecendo meus erros e lá vamos a mesma situação que me leva a um grito incontrolável em uma manhã de segunda-feira.
Se me incomodo com algo, não me faz bem... vou ter sempre que me calar e refletir por mim mesma, engolir e continuar como se nada tivesse acontecido... será este o caminho ou a fórmula tão bem escondida?
Reconheço por ser tão menina, em relação ao amor, fazer muitas feiuras, errar tentando acertar... preciso mesmo de alguém muito paciente pra caminhar comigo, suportar crises de ciúmes e algumas travessuras, até que o amadurecimento aconteça e eu perceba quem eu sou, pois sozinha não vou me ver em situações que são tão fáceis para uns mas tão difíceis e confusas para a mente de uma criança.
Relendo o tão lindo poema que saiu, sei da alma do meu querido poeta psicológo fico com um nó na garganta e tanto a refletir na tal fórmula do amor.